quinta-feira, 25 de maio de 2017

Senadora Fátima Bezerra comemora aniversário nesta sexta


Com o tema “Amar e Mudar as Coisas – Diretas Já”, a senadora Fátima Bezerra comemorará seu aniversário nesta sexta-feira (26), no Clube dos Empregados da Petrobras (Cepe), às 20h30. A festa, que já virou tradição, terá as atrações das cantoras Khrystal e Camila Masiso.

“A luta também se faz com festa e cultura. Convidamos a todos os amigos, militantes e companheiros de luta para recarregarem as baterias neste que há anos tem sido um dos nossos momentos de confraternização, de reencontros, de alegria”.

O tema da festa é uma homenagem ao cantor Belchior e um chamamento em favor das Diretas Já.

Mais de 100 mil pessoas em Brasília por #DiretasPorDireitos




Mais de 100 mil brasileiros e brasileiras de todo o País foram às ruas no #OCUPABRASÍLIA para lutar contra a retirada de direitos, pelo #ForaTemer e por eleições diretas já! A CONTAG reuniu uma delegação de mais de 4 mil trabalhadores e trabalhadoras rurais de vários estados.

Foi uma grande ação nacional, de unidade das categorias e segmentos da sociedade, demonstrando a insatisfação do povo com o desmonte do Estado e das políticas públicas.

“A classe trabalhadora está de parabéns. O #OCUPABRASÍLIA foi um sucesso. Vamos continuar a mobilização e a luta. O Temer vai cair e enquanto não marcarem as eleições diretas não sairemos das ruas. Agradeço aos trabalhadores, aos homens e mulheres do campo e da cidade por esta grande manifestação”, avalia o presidente da CONTAG, Aristides Santos.

Para a população rural, a insatisfação também é grande com o governo ilegítimo de Michel Temer. O trabalhador rural Isaac da Silva Costa, do Mato Grosso do Sul, viajou 17 horas para participar do ato. "Estou aqui para gritar 'Fora, Temer!', contra reforma trabalhista, reforma previdenciária e todos os retrocessos. O sentimento é que gostaríamos de ficar mais, dois, três dias, vamos trabalhar para isso". Isaac disse que esse é o mesmo sentimento dos trabalhadores e trabalhadoras do seu estado. "A gente olha dentro do olho do trabalhador, seja urbano ou rural, sentimos que a dor é a mesma. O dia de hoje vai dar algum efeito, pode ter certeza", acredita.

A trabalhadora rural Antônia Maria dos Reis, do Piauí, saiu ontem (23) às 6h20 da manhã e chegou hoje em Brasília às 15h para participar do #OCUPABRASÍLIA. "Não estamos cansados e vamos lutar sempre, sempre, sempre. É um momento muito gratificante porque estamos representando milhares de trabalhadores rurais. Tive o prazer de estar aqui junto com as centrais sindicais e outros movimentos sindicais para gritar Fora, Temer!", destaca a trabalhadora.

As mulheres também denunciaram esse governo e as suas medidas impopulares, que estão impactando negativamente a vida de todas.

"As mulheres estão aqui hoje porque não admitimos que retirem direitos das trabalhadoras, em especial das mulheres trabalhadoras rurais. Estamos aqui contra o retrocesso de direitos, contra o governo golpista, para dizer 'Fora, Temer!', para dizer 'Diretas Já', para dizer 'volta democracia'. Estamos aqui, campo e cidade, somando forças para derrotar esse governo ilegítimo que não foi eleito pelo povo", reforça a secretária de Mulheres da CONTAG, Mazé Morais.

Mesmo com a violência das forças policiais, com spray de pimenta, bomba de efeito moral, bala de borracha, o povo não desistiu de se manifestar e exigir #ForaTemer e #DiretasPorDireitos.


FONTE: Assessoria de Comunicação CONTAG - Verônica Tozzi

Fátima Bezerra condena violência em manifestação na Esplanada dos Ministérios


Da Redação e Da Rádio Senado

Em pronunciamento, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) manifestou repúdio às cenas de “truculência e violência” verificadas hoje na Esplanada dos Ministérios. Para ela, a reação da polícia contra os manifestantes mostra o “apodrecimento” do governo de Michel Temer.

A senadora salientou que o ato é pacífico e o vandalismo partiu de indivíduos que não seguem a orientação do próprio movimento, mas, conforme sublinhou, não se justifica a violência policial contra uma marcha que reúne milhares de pessoas.

Fátima Bezerra entende que é dever dos parlamentares estar ao lado do povo e restaurar sua dignidade através da saída de Temer e a realização de eleições diretas. Ela opinou que somente um governo legitimado pelas urnas poderá dar um rumo ao país.

— O recado foi dado. O recado de que esse governo apodreceu, de que ele não tem mais condições de continuar, e o remédio para isso é ouvir o povo através das eleições diretas — frisou.

FOTO: Marcos Oliveira/Agência Senado

“Vamos fazer uma Greve Geral maior do que a do dia 28”


Em mobilização de 200 mil na capital federal, presidente da CUT, Vagner Freitas, diz que combate contra as reformas apenas começou; Temer convoca Exército

Mesmo com a repressão e a violência policial, mais de 200 mil trabalhadores de todo o país ocuparam a capital federal nesta quarta-feira (24) para pressionar o Congresso Nacional a paralisar a tramitação das reformas Trabalhista e da Previdência.

O ato convocado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo refletiu dentro do Congresso e a bancada de oposição ao ilegítimo Michel Temer (PMDB) chegou a ocupar a mesa da presidência da Câmara dos Deputados.

Já nas imediações do Congresso, o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, apontou essa como a maior marcha sobre a capital federal e destacou que mais uma Greve Geral deve vir por aí.

“Deram um golpe e não conseguem completar, o que significa fazer as reformas Trabalhista e da Previdência. Esse é o passo inicial da maior guerra que faremos contra esses golpistas para derrubar essas reformas, vamos fazer uma greve geral maior do que fizemos no dia 28”, disse.

O dirigente ressaltou ainda a importância da CUT neste cenário e a necessidade da unidade da classe trabalhadora contra os retrocessos. “Se não conseguem entregar nossos direitos e discutir uma ditadura no Brasil é porque tem a CUT e seus sindicatos fazendo a luta. Essa foi a maior marcha da história dos trabalhadores no Brasil, trouxemos mais de 200 mil por Diretas Já e precisamos levar essa luta para o cotidiano do país”, apontou.

Temer nas cordas - Incapaz de responder democraticamente às mobilizações e sem respaldo moral e político, o golpista Temer baixou uma AGA (Ação de Garantia da Ordem) autorizando o Exército a fazer a segurança do Distrito Federal até o dia 31 de maio, provável dia da votação da Reforma Trabalhista, em episódio que remonta aos tempos obscuros da ditadura militar.

Para saber como foram as mobilizações durante todo esse dia de #OcupaBrasília, acesse o Minuto a Minuto do Portal da CUT.

GILBERTO CARVALHO DENUNCIA ‘INFILTRADOS QUE TENTARAM DESTRUIR ATO’


Ex-ministro define como uma "grande vitória" a manifestação realizada nesta quarta-feira 24 em Brasília contra as reformas do governo Temer e denuncia os atos de vandalismo praticados por, segundo ele, "infiltrados provocadores"; "Seria enorme ingenuidade nossa não ver que disfarçados de jovens radicais os infiltrados provocadores procuravam destruir nosso ato e sua repercussão", diz; segundo ele, o grupo de "moleques black blocs" fazia seus ataques contra os PMs, que revidavam contra "nossa gente".

O ex-ministro Gilberto Carvalho compartilhou com amigos uma reflexão sobre a grande manifestação realizada nesta quarta-feira 24 contra as reformas do governo Temer, a qual definiu como uma "grande vitória". Segundo a CUT, 200 mil manifestantes foram às ruas de Brasília na "maior marcha da história" na capital federal.

Carvalho denuncia, em seu texto, os atos de vandalismo praticados por, segundo ele, "infiltrados provocadores". "Seria enorme ingenuidade nossa não ver que disfarçados de jovens radicais os infiltrados provocadores procuravam destruir nosso ato e sua repercussão", diz. Segundo ele, o grupo de "moleques black blocs" fazia seus ataques contra os PMs, que revidavam contra "nossa gente".

Confira a íntegra:

Pessoal, partilhando algumas reflexões sobre hoje. Estive desde cedo na concentração e fiquei até o final. Antes de tudo precisamos disputar a versão da GRANDE VITÓRIA que foi realizar um ato desta dimensão, UNITÁRIO, apesar dos problemas de sempre, mas muito vigoroso. Nunca vi nada igual em Brasília. Até a chegada à frente do Congresso, apesar do absurdo da tentativa de revista, um pouco de tensão, mas tudo festa e muita garra. Mal chegávamos à frente do Congresso, começa a confusão. O grande contingente ainda estava pra cima da rodoviária quando começam os primeiros enfrentamentos, apesar de os dirigentes insistirem o tempo todo pra que ninguém chegasse às grades e não entrassem na provocação e denunciassem a ação de provocadores. Não tivemos UM minuto de paz, de poder celebrar aquele momento vitorioso e se pudesse orientar os próximos passos da luta. Bomba e gás o tempo todo, a massa indo e vindo, resistindo heroicamente (senti na pele e nos olhos a desgraça desta merda de gás). O pessoal da direção aguentando não sei como. Enquanto isso, a mulecada "Black block"praticando seu esporte preferido da provocação inútil, e a polícia praticando seu esporte preferido que é mandar bomba, dispersar nossa gente . Seria enorme ingenuidade nossa não ver que disfarçados de jovens radicais os infiltrados provocadores procuravam destruir nosso ato e sua repercussão. Suspeitos dimana ausência de policiais na proteção dos Ministérios. Os muleques passavam apedrejado e com pedaços de pau quebrando vidros, queimando as coisas sem que ninguém os incomodasse. Enquanto isso, nossa massa recuava e voltava, olhos ardendo, resistente. Bastava começar a recompor-se a plateia diante dos caminhões, novas bombas, novo gás e a "mulecada"atirando rojão, paus e pedras contra a polícia, que generosamente devolvia com bombas sobre...nossa gente. É claro que os serviços de informação sabiam disso e ajudaram a criar este clima. E aí vem o tal decreto absurdo e ridículo da Lei e Da Ordem pra reforçar esta visão da baderna que Eles fizeram e dar ao Temer uma chance de mostrar ao stablishment que governa e pode continuar a cumprir o receituário prescrito desde o golpe. Decretar uma GLO contra 100, 200 Black blocks e provocadores deles é tão ridículo, expõe as Forças Armadas a andar por Brasília que a estás horas voltou à sua vida pacata, que deveria despertar nos Comandos um senso de ridículo e eles mandarem o Temer deixar de menosprezar o papel das Forças Armadas.... Não podemos deixar de reagir duramente a essa loucura deste pseudo governo que agoniza à espera de uma saída costurada por cima, que nós haveremos de inviabilizar pela continuidade de atos como o de hoje, em nova greve geral e massivos atos pelas diretas. Para concluir esta longa conversa, nós vamos ter que achar uma saída para esta difícil relação com os grupos "radicais" que utilizam nossos atos para seus "exercícios" e são um prato feito pra todo tipo de infiltração e provocação. Uma coisa é frente com diferentes, é discutir e aplicar táticas mais ou menos radicalizadas, múltiplas, outra é servir de suporte pra esses caras aplicarem suas "táticas", e a gente ficar de trouxas, só levando bomba e vendo se dispersar um ato que custou tanto empenho de unidade é que se não fossem estes irresponsáveis, teria a chance de realizar um plano este sim consequente de expressão de radicalidade, que teve que ser abortado por conta destas provocações...

Brasil 247

Nota da CUT: Maior Marcha da história

200 mil em Brasília por Nenhum direito a menos! Fora Temer! Diretas já!


O eixo monumental de Brasília foi tomado por 200 mil manifestantes que protestaram de forma pacífica contra as reformas trabalhista e da Previdência exigindo a retirada imediata das propostas do Congresso, recusaram o "golpe dentro do golpe" com eleição indireta de presidente, defenderam que a palavra tem que ser dada ao povo soberano em eleições diretas já!

A participação da CUT, em unidade com todas as centrais, foi importante para o sucesso do Ocupa Brasília.

Mas, quando o início da Marcha chegou próximo ao Congresso Nacional, o Estado mostrou sua falta de preparo para receber uma manifestação democrática e a polícia, mais uma vez, agiu de forma repressora como sempre faz em atos de trabalhadores e trabalhadoras, que hoje, em Brasília, exerciam seu legítimo direito de manifestação. Milhares de mulheres, e homens, jovens e crianças foram recebidos com balas de borracha e gás lacrimogêneo.

Temer se aproveitou disso para invocar as Forças Armadas para a defesa da "ordem", lembrando os piores momentos da ditadura militar.


A CUT e as demais centrais não vão esmorecer na luta em defesa dos direitos e da democracia, devendo reunir-se para discutir a continuidade da luta e, continuando a tramitar as reformas, adotar o chamado a uma nova greve geral maior do que paralisou o Brasil em 28 de abril.


A luta continua!
Nenhum direito a menos!
Fora Temer!
Diretas já!

terça-feira, 23 de maio de 2017

Fique por dentro da sessão plenária da Câmara de Vereadores de Jandaíra.






A sessão da Câmara de Vereadores desta segunda, dia 22 de maio, na ordem do dia constou com a discussão e aprovação de três requerimentos, dois, do vereador José Joilson (PSD) e um, do vereador Tércio Câmara (PV).
FIQUE POR DENTRO DA SESSÃO:

O presidente da casa, vereador Severino Matias Filho (PMDB) abriu os trabalhos comunicando que não havia matérias do executivo na casa e de imediato solicito se havia matérias através dos vereadores. Na oportunidade o vereador Tércio Câmara apresentou o requerimento de Nº 001/2017, que sugere que a prefeita der o fardamento a todos os alunos da rede municipal de ensino. Na sua argumentação o vereador defendeu a importância da identificação dos alunos e uma maior organização dentro e fora das escolas. Depois de discutido foi aprovado por unanimidade.

Na continuidade o vereador José Joilson (PSD) apresentou dois requerimentos, um, requerimento 001/2017 solicitou a reforma do reservatório principal da comunidade de Tubibal, pois para o vereador, apesar da gestão passada não ter conseguido realizar a obra, mas é de estrema relevância que venha ser realizada, tendo em vista que há ruas da comunidade onde a água do sistema de abastecimento não chega devido a fraqueza da bomba.

Após a defesa do requerimento por parte do vereador, o presidente colocou em votação e foi aprovado por unanimidade dos nove vereadores presentes. O segundo requerimento do vereador de Nº 002/2017 solicitou a limpeza das praças e espaços públicos da comunidade de Tubibal, pois segundo o mesmo na defesa do requerimento argumentou que praças, por exemplo, a da rua da igreja o mato está enorme, podendo causar perigo de ataques inclusive de animais a população que trafega e usa a praça. Depois de colocado em discussão pelo presidente o requerimento também foi aprovado por unanimidade.

TEMAS GERAIS:

Os temas gerais foram abertos pelo vereador Roberto Mendes (PRB), onde retomou o debate da sessão passada sobre a questão da geração de empregos locais pelas empresas de eólicas. O vereador ressaltou que apesar de ter sugerido na sessão passada um projeto de lei que amarrasse um percentual mínimo de pelo menos 30% de empregabilidade da mão de obra local por parte das empresas viu que através da assessoria da casa constatou-se que já existe uma lei que trata desse tema, aprovada em 2012 e que seu compromisso será do diálogo junto à prefeita para que a mesma encaminhe um projeto de lei que emende a referida lei, pois a mesma não amarra algumas questões que para ele seriam importantes. O vereador ressaltou ainda que esse debate deve ser enfrentado e dialogado com as empresas desde que não comprometa a arrecadação do município através do Imposto Sobre Serviços (ISS) que vem sendo importante para o município no atual momento.

Em seguida o vereador Raimundo Farias (PMDB) colocou que estava feliz pela volta dos donos de ônibus do município a rota do transporte escolar, uma vez que, o pessoal das empresas de fora não assumiram os primeiros lugares. O vereador Ricardo Paulino (PMDB) ressaltou o apoio na demanda do debate sobre a empregabilidade nas empresas puxada pelo vereador Roberto Mendes e que ele também já sentia frustrado porque sabe que desde a gestão passada que o município tentar fazer esse diálogo com empresas e sem sucesso, inclusive a gestão atual recebeu propostas indecente que para empregar teria que renunciar valores alarmantes do ISS e isso não seria possível a tal prejudicaria a maioria da população, mas que o vereador podia contar com ele para esse debate.

Os demais vereadores também manifestaram apoio ao vereador Roberto Mendes, dentre eles os vereadores Tércio Câmara e o presidente da casa, Severino Matias Filho (PMDB). O vereador Gilvanir de Souza solicitou que fosse oficializada a Secretaria de Saúde para que a mesma revisse a questão da oferta de exames ambulatoriais, pois segundo o vereador o critério de ordem de chegada é politicamente correto, mas para os moradores de Tubibal é uma via sacra, ou seja, seria impossível competi pela dificuldade de transportes.

O vereador sugeriu que a secretaria use o critério da proporcionalidade, ou seja, se Tubibal representa, por exemplo, 10% da população então que fosse reservado 2 exames para a comunidade e quem definiria seria o próprio médico quando fosse prescrever a requisição no momento que estiver atendendo na comunidade. O vereador Raimundo Faria comunicou ao vereador Gilvanir e ao plenário que a informação que havia era da suspensão dos exames.

O vereador aproveitou para reclamar da organização do atendimento nos dias da coleta de materiais para os exames e da falta de capacidade da funcionárias que realizar esse trabalho na secretaria, Mayara. O vereador e líder do governo, Ricardo Paulino ressaltou que ainda não tinha a informação concreta, mas que acreditava que a suspensão seria por conta da abertura de um processo licitatório, o vereador Tércio também ressaltou que determinados funcionários devem serem melhores estruídos para as funções que ocupam e prestar melhores informações tanto a população quanto as lideranças ou agentes públicos, a exemplos dos vereadores.

O vereador Raimundo Faria ainda sugeriu que achava que esses exames deveriam ser realizados em cada comunidade. Também reclamou da falta de transporte para pegar as pessoas para resolver os problemas de saúde, apesar de compreender a dificuldade da prefeita. O vereador Ricardo ainda ressaltou a necessidade de averiguar melhor as informações antes de fazer os pronunciamentos contraditórios e ressaltou que ainda essa semana o município receberá duas ambulâncias que ajudará, embora a coisa ainda esteja travada, mas está começando a destravar.
O vereador Ivanaldo Alexandre (PMDB) ressaltou que inicio dos exames foi aberto em regime de urgência, mas que agora tem abrir licitação e que mesmo assim a prefeita estava de parabéns pela iniciativa. 

O vereador ainda aproveitou para comunicar que sobre a discursão da sessão passada da ação de emissão de documentos para a população, esteve com o Secretário Municipal de Administração, Luan Alexandre e o mesmo havia comunicado que haviam encaminhado um oficio a mais de 15 dias à Secretaria de Estado do Trabalho, da Assistência Social e Habitação (SETHAS) e que até o momento não havia resposta.

Saindo um pouco desse tema, o vereador Roberto Mendes voltou a usar a palavra e aproveitou para parabenizar os colegas Tércio Câmara e José Joilson pela apresentação dos requerimentos já aprovados, também aproveitou para agradecer aos colegas pelo apoio a discursão por ele apresentada e ressaltou que isso não era um mérito dele e sim de todos e sobre tudo da população.

Em seguida o vereador Joilson pediu a palavra novamente e comunicou a decisão do Tribunal de Justiça do RN, através do desembargador, Dr Vivaldo Pinheiro decidiu devolver os terrenos próximos ao parque de vaquejada ao povo carente de Jandaíra. Por fim, o presidente da casa deu algumas comunicações e deu por encerrada a sessão, convocando a próxima para a próxima segunda feiras, dia 29 de maio.

NOTA:

Ressaltamos que os textos que estamos trazendo aqui após as sessões da Câmara Municipal de Vereadores de Jandaíra, reflete o máximo possível do resumo de todos os debates, calculado em média duas horas e que não dar para transcrever todos os detalhes dos diálogos, mas deixo a seguir nesse caso específico dessa sessão, dois áudios que podem serem baixados e ouvidos e que os mesmo não passam por nenhum tipo de edição, ou seja, segue a integra da gravação desde quando aciono o gravador.

Ressalto que o espaço está aberto para defesa em casos de citações publicadas ou mencionadas nos áudios, embora as demais responsabilidades legais sejam dos senhores vereadores.

BAIXE OS ÁUDIOS


segunda-feira, 22 de maio de 2017

Movimento Fora da Ordem realiza formação política com jovens da região do Mato Grande

Jovens de cinco (05) municípios da Região do Mato Grande participaram neste domingo, dia 21 de maio, na praia do Marco, município de Pedra Grande de formação politica realizada pelo “Movimento Fora da Ordem”. Estiveram presentes jovens de Pedra Grande, Caiçara do Norte, São Bento do Norte, Jandaíra e São Miguel do Gostoso.

A formação teve uma pauta focada no conhecimento do movimento, do Partido dos Trabalhadores – PT, da tendência interna do PT, Avante S21, a questão dos direitos humanos e espaços de participação e articulação da juventude no estado e na região, como os grêmios estudantis, movimento estudantil e etc.

Sobre o Movimento Fora da Ordem

O Movimento Fora da Ordem surgiu no ano de 2007 a partir da necessidade do debate entre a juventude e os problemas contemporâneos da nossa sociedade. O nome “Fora da Ordem” surge da necessidade de haver um movimento juvenil que se contraponha a “Ordem” de desigualdades vigentes na atualidade.

O movimento defende um movimento que organize as juventudes para além das organizações partidárias, reconhecendo a importância das mesmas, mas defendendo a autonomia dos distintos movimentos sociais e de juventude. Hoje, o Movimento Fora da Ordem é um importante movimento nacional nos debates de juventude presente em vários estados e em todas asa regiões do país.

Podem ser membros do Movimento Fora da Ordem todas e todos os jovens que sejam Fora da Ordem Capitalista; Fora da Ordem do PIG (Democratização da Mídia); Fora da Ordem LGBT Fóbica (juventude LGBT); Fora da Ordem racista (juventude negra); Fora da Ordem Machista (mulheres e jovens); Fora da Ordem Moralista (por outra política de drogas); Fora da Ordem Latifundiária (Juventude do campo); Fora da Ordem Patronal (direito ao trabalho); Fora da Ordem (DES) Ordem tributária; Fora da (DES) Ordem Urbana (O direito a Cidade); Fora da Ordem devastadora do meio ambiente.












sábado, 20 de maio de 2017

JOESLEY CONTESTA TEMER, PERÍCIA DA FOLHA E GARANTE: ÁUDIO É ÍNTEGRO


A J&F, holding que controla a JBS, afirmou, em nota neste sábado, 20, que o empresário Joesley Batista entregou para a Procuradoria-Geral da República a íntegra da gravação de sua conversa com Michel Temer; segundo o texto, também foram entregues "todos os demais documentos que comprovam a veracidade de todo o material delatado"; a nota também assegura que "não há chance alguma de ter havido qualquer edição do material original, porque ele jamais foi exposto a qualquer tipo de intervenção"; em pronunciamento na tarde deste sábado, Temer tentou se escorar numa boia de salvação jogada pela Folha de S. Paulo, que contratou uma perícia privada para contestar a veracidade dos áudios; o que ainda intriga o Brasil é a motivação da Folha para tentar salvar Temer, personagem rejeitado por 92% dos brasileiros
A J&F, holding que controla a JBS, afirmou, em nota neste sábado, 20, que o empresário Joesley Batista entregou para a Procuradoria-Geral da República a íntegra da gravação de sua conversa com Michel Temer.
Segundo o texto, também foram entregues "os demais documentos que comprovam a veracidade de todo o material delatado".
A nota também assegura que "não há chance alguma de ter havido qualquer edição do material original, porque ele jamais foi exposto a qualquer tipo de intervenção".
Em pronunciamento na tarde deste sábado, Temer tentou se escorar numa boia de salvação jogada pela Folha de S. Paulo, que contratou uma perícia privada para contestar a veracidade dos áudios (saiba mais aqui).
A nota também afirma que a delação dos executivos da JBS “está permitindo que o Brasil mude para melhor”.
“Quanto mais sólida e forte uma delação, maiores os graus de exposição e desgaste dos delatores. No caso dos sete executivos, eles assumiram e ainda assumem um enorme risco pessoal, com ameaças à sua vida e à segurança da sua família”, afirma a J&F. “A possibilidade de premiação excepcional para uma colaboração igualmente excepcional é de grande importância para o êxito do mecanismo da colaboração premiada”.
O que ainda intriga o Brasil é a motivação da Folha para tentar salvar Temer, personagem rejeitado por 92% dos brasileiros.
Temer já foi abandonado por vários aliados, como o PSB e o PPS, além da Globo, e deve perder também o PSDB. Neste sábado, a OAB assumirá a defesa de seu impeachment.
Brasil 247

Coordenação de campanha da senadora Fátima Bezerra reitera posição dada em notas anteriores a população sobre doações de campanha da JBS

A Coordenação da campanha de 2014 da senadora Fátima Bezerra (PT/RN) reitera posição já dada em notas anteriores a população sobre matérias de blogs que já haviam antecipado que a senadora havia recebido recursos da JBS na campanha. Na minha opinião não vou fazer defesa antecipada de ninguém, mas acho que deve nessa confusão toda separar o jôio do trigo, ou seja, esse discurso que não escapa ninguém e que todos são iguais não pode ser generalizado.

Porque primeiro quase todos os políticos eleitos em 2014 receberam de uma forma ou de outra recursos desse maldito e falido sistema de doação empresarial de campanha e alguns recebia de forma legal e sem ser dinheiro de propina, até porque era legal e agora não é mais. Mas, a grande mídia e alguns blogueiros a serviço de alguns interesses políticos colocam todo mundo num prato só.

Vejamos algumas notas da coordenação de campanha da senadora emitidas anteriormente ao atual fato da delação da JBS:

NOTA – 02/07/2016

Sobre a matéria publicada pelo "blogueiro" Robson Pires, com a maledicente chamada "Fatima(PT) 'comeu carninha' da Friboi, viu?", eu coordenei a campanha da senadora Fátima Bezerra em 2014 e me sinto na obrigação de esclarecer os fatos à população do RN que elegeu a primeira senadora de origem popular, num estado onde tradicionalmente esse era um cargo reservado a ex-governadores e às famílias "tradicionais".

De fato o CNPJ 02.916.265/0001-60, da empresa JBS, aparece 03 (três) vezes nos registros da prestação de contas da campanha da senadora Fatima Bezerra, sempre como "doador originário". Em nenhum momento, portanto, a coordenação da campanha ou a senadora Fátima Bezerra teve qualquer contato com o doador.

Conforme pode ser conferido no site do TSE, a primeira doação de R$ 500 mil reais, foi feita pela Direção Estadual do PSD do RN (CNPJ 14.862.435/0001-50), em 18/07/2014, tendo como doador originário a empresa JBS S/A.

Posteriormente, em 10/09/2014 e 15/09/2014, a Direção Nacional do PT (CNPJ 00.676.262/0001-70) fez duas outras doações à campanha da senadora, nos valores de R$ 190 mil e R$ 475 mil reais respectivamente, ambas tendo como doador originário a empresa JBS S/A.

Na matéria citada o "blogueiro" lamenta não ter recebido nada da Friboi, e é bom que se diga que, através da campanha da senadora, nem ele nem nenhum outro blogueiro recebeu, pois nenhum deles prestou serviço à campanha para que isso viesse a ocorrer.

Mas se - e somente se - ele tiver prestado serviço a outras campanhas, como por exemplo, as dos candidatos ao governo do estado Robinson Faria e Henrique Eduardo Alves, por exemplo, talvez tenha "comido carninha" ou "recebido milho" e nem saiba a origem, porque ambos os candidatos declararam ter recebido "doações originárias" da mesma empresa Friboi S/A e mesmo CNPJ 02.916.265/0001-60, nos valores totais de R$ 8.500.000,00 e R$ 2.750.000,00, respectivamente, em suas prestações de contas ao TSE. 

Além desses a JBS também aparece como doadora originária nas prestações de contas de metade da bancada federal eleita sendo que por alguma razão o blog do auto-intitulado "xerife", jamais divulga.

Apesar de coincidentes, essas doações oficiais e divulgadas pelo TSE, tem merecido tratamento diferenciado por parte desse "blogueiro" com ilações que objetivam atacar e denegrir a imagem da senadora Fatima Bezerra, que sempre fez política com lisura, honestidade e transparência.

Raimundo Alves
Natal, 02/07/2016
Qualquer duvida consulte o TSE

 NOTA À POPULAÇÃO – 22/03/2017

Na matéria publicada pelo jornal AgoraRN, assinada pelo jornalista Tiago Rebolo e intitulada “Investigada na Carne Fraca abasteceu campanhas de deputado, senador e governador do RN”, os dados da prestação de contas da campanha da senadora Fátima Bezerra (PT/RN) são explorados de forma parcial para tentar associar a imagem da primeira senadora de origem popular do RN às empresas investigadas na operação da Polícia Federal.

De fato o CNPJ 02.916.265/0001-60, da empresa JBS, aparece 03 (três) vezes nos registros da prestação de contas da campanha da senadora Fátima Bezerra, mas sempre como "doador originário", ou seja, a empresa era a fonte das doações, mas a captação dos recursos e a destinação destes à campanha da senadora Fátima Bezerra foram de responsabilidade da Direção Estadual do PSD/RN e da Direção Nacional do PT, conforme pode ser conferido no site do TSE.

Isso significa que em nenhum momento a coordenação da campanha ou a senadora Fátima Bezerra teve qualquer contato com o doador, e que a legislação eleitoral ainda permitia o financiamento empresarial de campanhas, do contrário não estaria tudo devidamente registrado junto à justiça eleitoral.

Para cumprir o sagrado dever de bem informar os seus leitores, o responsável pela matéria deveria ter comparado os custos das respectivas campanhas majoritárias de 2014 caso seu objetivo fosse verificar quais campanhas majoritárias gastaram mais e quem as financiou, e não comparar os custos de campanhas majoritárias com os custos de campanhas proporcionais, que têm dimensões reconhecidamente distintas.

Não é a primeira vez e certamente não será a última que blogs e jornais locais esquentam e requentam esse assunto, sempre se utilizando de artifícios narrativos que objetivam denegrir a imagem da senadora Fátima Bezerra, que faz política com honestidade, transparência e compromisso com os interesses populares.

Importante ainda ressaltar que a senadora Fátima Bezerra tem dedicado os seus mandatos à defesa de uma reforma política que aprofunde a democracia e a soberania popular, tendo sido inclusive uma das principais lideranças na luta pelo fim do financiamento empresarial de campanhas, por entender que mesmo as doações empresariais lícitas distorcem o sentido da democracia representativa.

Raimundo Alves
Natal, 22 de março de 2017.